quinta-feira, 30 de maio de 2013

voo baixo

nunca pensei que anjos voassem
tão baixo
e que gostassem de perigo

estes anjos são antigos
como a minha infância
e sem ela não teriam sentido

creio em tudo isso como criança:
anjos, voos, perigo

o relógio de ponteiros gira
ao contrário
você diminui de tamanho
e aparece no meu delírio

tempo bom, roda do mundo
ouvir conversa de anjo
é um grande risco, meu amigo

[2001]

sexta-feira, 24 de maio de 2013

difícil


o caminho difícil
primeira vez, noite deserta
rota de gente nativa, fugitiva
o passo livre, mas frágil

a rima difícil
o gosto do vinagre
a experiência do milagre
o agreste, não o agressivo

a troca difícil
partes do corpo inteiro
mão, ombro, ouvido
para o conselho, o flerte, o afeto
até tornar-se, ser, a outra pessoa em si
a outra em você

os dias difíceis
quando se quer mais
o desejo daquela criatura
daquele lugar
os dias impossíveis

as horas difíceis
um amor partido, uma amizade quebrada
um fio de vida rompido
muita rotina, pouco prazer

estranho, complicado, difícil
o tempo de ficar só
não há ninguém
nem uma, nem um

sozinho é difícil
como se pode saber
a medida da dificuldade