quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

o som do sono em Z

1.
só o sono
o som em z
um zoom
aquém da pálpebra
respiro

narina
além da metonímia
expiro

escuto o zom
o som do zé
não-zen
na letra z

na sala o som
de mar/ia
não-sim
não-sem

sem sono

som em zona
de sono
z de quê
zê de zê
z & z

2.
dormente
não durmo
negrito/a
durmo

mama-mar/ia
velou o meu
velo o seu

preparo a cama
a calma/ria

negrito/a
zambi
durma deus/a

drum/a
deus/a

3.
morta/o de sono
irmã/o da morte
é quem conduz

zinga o barco
tambor me nina
nino deus/a

drumorro
abaixo
do eito à esteira
me acalma, zambi

ali-depois não durmo
aqui-agora durmo

o zoom no tu
no muntu
no eu

o Z é teu
é dele, delx
gen sem gênero
"potência Z"

4.
insone
o som na cabeça
apontada pra cume/eira

beira
ladeira
aqui, eu durmo
agora, não

o sonho é doce
mascavo
escravizado
o Z quase ao final

vai e traz
a última letra
primeira do nome
bem-dito antes

um sopro antigo
gente bantu
dorme o sono
em si/m

em cima
há Tempo
em volta
há muito Z



Nenhum comentário:

Postar um comentário